quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Primeiros passos da reeducação alimentar

Achei essa matéria muito boa do site Minha vida, com dicas de uma nutricionista para uma reeducação alimentar. Sei que é isso que devemos faer, nos educar novamente.

 Entendo direitinho o que é enfrentar um processo de emagrecimento, conheço bem a sensação de querer se olhar no espelho até o dia em que, finalmente, a imagem vai mostrar a melhor pessoa do mundo, a mais linda e desejada. Entendo porque já passei, passo e passerei pelo mesmo problema. Sou igual a você. Diariamente, preciso fazer escolhas para manter o peso e a saúde. De vez em quando, também preciso eliminar aqueles quilos que incomodam tanto. Também entendo porque sou nutricionista e sei como é duro o percurso chegar a uma alimentação equilibrada.Por isso, não precisa ter a vergonha de me dizer que não resiste ao pacote de biscoito recheado e que ele, às vezes, vira seu melhor companheiro.


É importante lembrar que você não deve se penalizar por isso, já que escorregões todos cometem. Mas, se o erro recorrente, cuidado! Isso certamente compromete a sua alimentação. Você pode me dizer que a sua vizinha, tão magrinha a danada, come, come e come, mas o ponteiro não faz nenhuma questão de elevar um grama que seja na balança. Sorte a dela? Talvez. Mas o que ela não deve saber é que isso não a faz livre dos males que a gordura trans pode causar. E, por ela não ter bons hábitos alimentares, em um belo dia de verão, quando menos se esperar, a balança pode começar a subir. Mude o seu pensamento! Por que não pensar que você deve aprender a se alimentar corretamente para poder se dar ao luxo de, em um belo dia típico de inverno, saborear um fondue sem que isso represente uma ameaça de perder o sono? Dê o primeiro passo, crie coragem. Está pronto? Então comece agora! Não importa se você está lendo este texto numa quinta-feira, às 3 da madrugada, num belo feriado ou na famigerada segunda-feira. Comece! Ai, você não está pronto? Opa, então vejo uma boa oportunidade para incentivá-lo e mostrá-lo por que a alimentação saudável traz tantos benefícios. E, relembrando, isso independe do seu peso. Se é magrinha, magra, acha que está magra, pensa que está com uns quilos a mais -- ou muuuuuuitos a mais. O importante é reverter a situação e eu estou aqui para ajudar você, o tempo inteiro. Os ingredientes dessa receita? Coragem, determinação, paciência e a certeza de que é possível chegar lá. Juntos. Até lá.



3 comentários:

  1. tem selinho para vc no blog

    beijossssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Muito bom esse texto... É bem assim mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Tem uma ótima matperia também no Blog:
    http://edusidegum.blogspot.com/2010/01/estudo-clinico-substituto-de-refeicoes.html
    Provas são Provas,
    http://edusidegum.blogspot.com

    ResponderExcluir

Veio aqui e não vai comentar? Diz alguma coisa...